Algo muito estranho começou a ocorrer na Noruega, quando uma baleia-bicuda-de-cuvier passou a frequentar uma praia de Bergen, no mês passado.

Várias pessoas tentaram fazê-la voltar ao fundo do mar, porém sem sucesso. Os moradores perceberam que a baleia parecia ter problemas graves de saúde e infelizmente a marinha local resolveu sacrificá-la.

Depois de morta, a baleia foi examinada para que os especialistas pudessem examinar o animal e ver o que tinha de errado. E eis que apareceu o problema: o bicho de aproximadamente 6 metros de comprimento estava com cerca de 30 sacos plásticos em seu estômago, além de peças também de plástico. O zoólogo e professor Terje Lislevand, da Universidade de Bergen, lamentou muito o ocorrido e deu entrevista à mídia local.

Os especialistas ficaram surpresos porque este foi o primeiro caso registrado na Noruega. “Esse tipo de baleia está presente em todo o mundo, porém aqui é uma raridade. Eu certamente já ouvi rumores de sobre uma ou duas dessas baleias em águas norueguesas, mas esta é provavelmente a primeira baleia-bicuda-de-cuvier encalhada neste país” – revelou o professor.

Segundo o especialista o animal haveria comido plásticos na tentativa de comerem águas vivas. Lislevand salienta que o plástico é um perigo para diversos animais, como baleias, aves e tartarugas. Por isso devemos ficar atentos ao que lançamos ao lixo, como também procurarmos diminuir a produção do mesmo e criar sistemas mais eficientes de coletas.

 Os ossos da baleia e os plásticos encontrados serão expostos no Museu de História Natural da Noruega.

Fonte: BT.

Comentários

CONTINUAR LENDO