Se você já ficou assombrado com histórias similares a “Guerra dos Mundos”, certamente ficará muito mais aliviado em saber que os cientistas já descobriram como deixar a Terra invisível para os extraterrestres.  É isso mesmo: a nova técnica consistiria em uma “capa da invisibilidade”, igual a do Harry Potter, que poderá ser eficiente neste sentido.

Na Universidade de Columbia, em Nova York, dois cientistas estão sugerindo o uso de lasers para essa finalidade, o que foi recentemente publicado na revista científica Monthly Notices of the Royal Astronomical Society. Nesta publicação, há a sugestão de que, para evitarmos que seres extraterrestres encontrem a Terra e acabem com os seres humanos, deveríamos enganá-los emitindo luzes que possam “cegar” os sensores de suas aeronaves.

Neste século já demos a sorte de catalogar inúmeros planetas novos através do telescópio Kepler da NASA, principalmente outros que orbitam estrelas e podem inclusive serem considerados similares à Terra.

Confira a matéria do estudante de doutorado que descobriu uma suposta super Terra a menos de 33 anos-luz de distância.

A ideia da proposta, liderada por David Kipping, do departamento de astronomia da Universidade de Columbia, é cegar os telescópios extraterrestres que estejam buscando por nosso planeta.  Para fazer isso os cientistas estimam ser necessários lasers diversos de potência total de 250 megawatts.

Para funcionar corretamente, os cientistas presumem que a emissão de uma luz contínua de 30 megawatts por 10 horas uma vez ao ano seria o suficiente para viajar no espaço e enganar os sistemas receptores alienígenas. De acordo com Kipping, a solução mais viável também consistiria em encobrir as bioassinaturas, ou seja as pistas moleculares que deixam claro haver organismos com estruturas complexas no planeta, de tal forma que os alienígenas apenas avistariam a estrutura terrestre e nada além disso, como nos outros planetas.

Sabendo disso, uma grande polêmica se instaura na comunidade científica: será que já haveriam planetas fazendo isso conosco em nossa  busca por civilizações extraterrestres?

[Revista Veja]

Comentários

CONTINUAR LENDO