1. Shelley Dufresne. Era uma professora de 33 anos que trabalhava em uma escola secundária da Louisiana. Ela dormiu com um estudante de 16 anos de idade mais de 40 vezes. O que é pior sobre este crime é que outra professora, Rachel Respess, sabia sobre o relacionamento da amiga e mesmo sabendo a idade do menino, deixara Dufresne e o menino usarem seu apartamento. O trio também participou de numerosas atividades explícitas entre si.

Shelley era a filha de um juiz bem conhecido, e por isso era muito difícil encontrar um juiz que a julgasse. Eventualmente um juiz saiu da sua aposentadoria só para julgá-la, e lhe foi dada a sentença de 3 anos de prisão.

2. Debra Lafave. Em 2004, um menino de 14 anos da Flórida admitiu ter tido relações íntimas com sua professora de 24 anos, Debra Lafave.

O juiz ofereceu a Lafave um acordo de culpa, que foi de 3 anos de prisão domiciliar e sete anos de liberdade condicional.

3. Heather Daughdrill. Ela era uma professora de pouco mais de 20 anos que conheceu um menino em um acampamento bíblico na Louisiana e começou a ter relações íntimas com ele.

O menino tinha apenas 13 anos. Ela frequentemente o pegava na escola para dormir com ele. Ela foi sentenciada a cinco anos de prisão, mas passou apenas um ano de prisão, uma vez que quatro anos da sentença foram suspensos.

4. Pamela Rogers. Em 2005, Pamela Rogers, treinadora de basquete de 27 anos, iniciou um caso com um estudante de 13 anos que durou três meses. Rogers foi condenado a 270 dias na prisão do condado e a uma sentença de suspensão de suas atividades de 8 anos.

Quando Rogers estava sob fiança, ela enviou mensagens textuais para o garoto e vídeos explícitos do celular de seu pai. Sua liberdade condicional foi revogada e ela foi golpeada com uma pena de prisão de 7 anos. Em 2007, ela foi condenada a mais dois anos de prisão por enviar fotos de nudez ao menino da prisão novamente.

5. Lindsay Massaro. Ela era uma professora universitária e estava estudando para ganhar seu certificado de ensino em educação especial. Quando foi lecionar para alunos do 8ª ano em Nova Jersey.

Em 2011, um pai de um dos alunos de 15 anos de idade que ela ensinou alegou que seu filho estava tendo um caso com a jovem professora. Massaro foi presa e foi condenada por agressão sexual de segundo grau. Ela recebeu três anos de prisão e agora é considerada uma agressora sexual registrada. Ela terá supervisão do estado pelo o resto de sua vida.

Bônus.

Sarah Jones. Ela era uma ex-cheerleader que ensinou em uma escola de Kentucky por vários anos. Embora ela fosse casada, logo foi revelado que ela estava em um relacionamento com um estudante de 17 anos de idade.

Em 2013 Jones foi acusada de ter relações ilegais com um menor.  Ela foi à mídia nacional para defender seu relacionamento com o garoto. Durante o julgamento, mensagens de texto revelaram que ela tinha dito ao menino que ela estava apaixonada por ele desde que ele tinha 14 anos. Ela se divorciou do marido e se tornou noiva do menino em julho de 2013.

Que azar desses meninos, ou não?

Fonte: [Providr]

Comentários

CONTINUAR LENDO