Já imaginou que beleza ter um parasita dentro da boca que auxilia na trituração da… língua? Isso parece assustador, já que as bactérias da boca servem para triturar os alimentos.

Agora imagina o quão assustador seria se o próprio parasita se transformasse em outra língua? Horrível não é?

Saiba que isso é possível! O Cymothoa exigua tem acesso à parte interna do peixe através de suas guelras. Este ataque de parasita é comum no reino animal, já que substitui o órgão hospedeiro. Segundo o biólogo marinho Rick Brusca, da Universidade do Arizona, EUA, mesmo que existam centenas de espécies de isópodes, somente o C. exigua consegue assumir as atribuições do órgão inteiramente.

Trata-se de uma espécie de isópode é hermafrodita protândrica que primeiramente amadurece como macho, porém logo muda de sexo e se torna fêmea. Ou seja, o parasita ainda é macho quando entra no organismo do peixe, mas quando outro parasita da mesma espécie também adentra, ele deve se tornar fêmea e assim começam a procriar causando este efeito que vemos.

Os parasitas não corroem a língua do peixe porém sugam todo o sangue e tomam conta do órgão.

O pobre peixe, por outro lado, não vive muito tempo porque não possui mais sua língua, já que esta atrofia. O parasita fica no lugar dela, já não recebendo mais suas refeições regulares e seus nutrientes, tendo inclusive suas funções reprodutivas prejudicadas.

O que os cientistas e biólogos tentam entender é quando os filhotes deixam suas mães para que possam encontrar um peixe hospedeiro, o que permanece ainda um mistério.

Fonte: Gooru.

 

 

Comentários

CONTINUAR LENDO