Era 05 de setembro de 1986 no Paquistão, em Karachi. Um grupo de radicais islâmicos sequestraram um avião da American Airlines Pan-Americana. E se não fosse essa corajosa aeromoça Nirzhda Bhanot, eles teriam matado centenas de pessoas. No entanto, esta menina não hesitou em sacrificar sua vida para salvar a dos outros.

Nirdzha estudou em Mumbai onde se formou. Durante algum tempo ela trabalhou como modelo e representou muitas marcas conhecidas. Em março de 1985, Nirdzhu, depois de um acordo entre os pais dela e de um rapaz, ela se casou. Mas seu marido estava descontente com o dote recebido e devolveu sua esposa depois de dois meses.

Depois de um casamento fracassado, Nirdzha decidiu trabalhar como comissária de bordo na Pan-Americana.

Bhanot era a aeromoça sênior no voo PA 73. Quando o avião decolou de Mumbai às 05:00 e quando pousaram na cidade paquistanesa de Karachi, quatro terroristas armados tomou como reféns os passageiros e tripulantes a bordo. Nirdzha rapidamente foi capaz de alertar os pilotos, depois que eles deixaram o avião pela escotilha de emergência.

Inicialmente, os terroristas pediram aos passageiros que eles entregassem os passaportes, com a intenção de executar os cidadãos dos EUA, mas a brava aeromoça escondeu os documentos no lixo, por causa dessa atitude os islâmicos não sabiam mais quem deveriam matar.

Na época a polícia paquistanesa aproveitou a distração dos sequestradores com as explosões de granada de gás e conseguiu evacuar o avião. Mas antes de sair do avião, ela viu que três meninos estavam se escondendo atrás dos assentos, por que estavam com medo de sair.

Ela voltou para retirá-los e foi nesse momento que os terroristas abriram fogo. Nirdzha se jogou na direção dos meninos para protegê-los com seu próprio corpo e foi mortalmente ferida. Mas antes de morrer, ela conseguiu evacuar os garotos. E só depois disso veio a falecer. Um dos resgatados cresceu e se tornou um piloto de aviões.

Bhanot Nirdzha, foi postumamente condecorada com a Ordem da Ashoka Chakra, maior prêmio da Índia por bravura em tempos de paz, e se tornou a mais jovem entre todos que já receberam esse honraria.

[OFIGENNO]

Comentários

CONTINUAR LENDO