extra_large-1476286725-cover-image

O físico Brian Cox tem a resposta para a maior e mais famosa pergunta da astronomia que é: Dada a elevada probabilidade de vida extraterrestre existente no universo infinitamente grande, por que não vimos qualquer evidência clara?

Esta questão foi apresentada pela primeira vez pelo físico italiano Enrico Fermi na década de 1950, no que é agora conhecido como o  paradoxo de Fermi.

 Ele argumentou que há uma contradição entre a alta probabilidade de vida alienígena existente e a total falta de provas concretas de vida inteligente fora da Terra.

E faz a famosa pergunta: “Onde estão todos?”

Bem, o Professor Cox acha que ele pode ter tal resposta. Mas ela não é muito animadora.

De acordo com o que disse Cox para o Sunday Times: “Uma solução para o paradoxo de Fermi é que não é possível progredir um mundo que tem o poder de destruir a si mesmo e que precisa sempre de soluções colaborativas globais para evitar que isso aconteça.”

Segundo Cox, há uma chance dos aliens terem se extinguido através de guerras políticas, antes mesmo de se tornarem avançados o suficiente para começarem uma exploração interestelar.

E a Terra pode até ter o mesmo destino. “Pode ser que com a evolução da ciência e da engenharia, inevitavelmente ultrapassemos o desenvolvimento da experiência política, levando ao desastre. Poderíamos assim estar nos aproximando dessa posição”, sugere o físico.

Fonte: [IFLSCIENCE]

Comentários

CONTINUAR LENDO