Ho Van Lang, 44 anos, e seu pai, Ho Van Thanh, 85, passaram 41 anos vivendo nas florestas do distrito de Tay Tra, Qang Ngai, no Vietnã.

Eles fugiram durante a guerra que assolou o país à época e configuraram nova residência dentro da selva pelas próximas quatro décadas. Lang e seu pai, aprenderam a cuidar de si mesmos, caçando animais para subsistência, como ratos, e construindo abrigos. Descobertos em 2013, desde então, começaram uma nova vida, adaptada a uma pequena casa localizada próxima a selva.

Recentemente, ambos voltaram à floresta junto com o fotógrafo Alvaro Cerezo, do blog Docastaway. “Eu podia sentir que ele [Lang] estava animado com a ideia de voltar para o lugar que ele tinha vivido toda a sua vida. Para isso eu sugeri, vamos junto com seu irmão e meu tradutor”, escreveu ele em seu site, disponibilizando também um vídeo da reunião.

Ho Van Lang lembrando dos tempos em que viveu na floresta e saboreava ratos.

Thanh vivia uma vida normal com sua família na aldeia de Tra Kem. Então, um dia, sua esposa e dois de seus filhos foram mortos pela explosão de uma mina, deixando-o em estado de choque. Logo, ele resolveu fugir para selva junto com seu filho, Lang, de apenas dois anos de idade.

A partir daí, nunca mais teve contato com qualquer pessoa. Ambos sobreviviam comendo ratos, frutas, mandioca da floresta e milho. Usavam como roupas tangas feitas de casca de árvore e dormiam sob uma cabana de madeira levantada a cinco metros acima do solo.

Ho Van Lang quando foi encontrado em 2013 após ficar 41 anos sem contato com outras pessoas, vivendo apenas com seu pai.

Entretanto, eles acabaram sendo descobertos por forasteiros, que afirmaram terem visto-os agindo de forma “anormal” e logo alertaram as autoridades locais. Hoje, Ho Van Lang tornou-se uma “atração turística” pelo feito incrível e seu pai, já idoso, evita aparecer na imprensa.

Assista:

Fonte: [DailyMail]

Fotos: Alvaro Cerezo

Comentários

CONTINUAR LENDO