O governo chileno divulgou um relatório sobre um avistamento de objetos voadores não identificados ocorrido há mais de dois anos.

O vídeo de nove minutos foi captado por um helicóptero da Marinha do Chile em uma altitude de 1.370 metros (4.500 pés) ao longo da costa entre o porto de San Antonio e Quinteros, em 11 de novembro de 2014. O operador de câmera infravermelha do helicóptero detectou um objeto desconhecido que parecia estar voando a uma velocidade similar à do helicóptero, cerca de 244 quilômetros (152 milhas) por hora.

Dois oficiais da experientes da Marinha que estavam a bordo também viram o objeto. De acordo com o Huffington Post, um deles disse à investigação que o objeto tinha uma “estrutura plana e alongada” com “dois holofotes térmicos como descargas que não coincidiam com o eixo de movimento”.

O mais bizarro de tudo são as câmeras sensíveis ao calor infravermelho que mostram o objeto que parece empurrar para fora uma pluma de um material não identificado quente, pelo menos, duas vezes. Eles contataram duas estações de radar na tentativa de identificar o objeto, mas nenhum dos quais conseguiram encontrá-lo. Antes de descobrirem do que se tratava, o objeto desapareceu.

Depois de dois anos de investigação por uma equipe composta por cientistas e técnicos de aviação, o CEFAA – uma ala da agência de aviação do Chile – parecia não estar mais perto de resolver o mistério do que antes.

Em uma declaração, traduzida pelo Google, eles disseram: “Alguns analistas sugeriram a hipótese de que é uma aeronave de porte médio e que o elemento destacável pode ser água, lançada pela tripulação. No entanto, a meteorologia afirma que nem a altitude em que o objeto se moveram, nem a temperatura ambiente daquele momento, permitiu tal onda de condensação.

Por enquanto, o objeto permanece não identificado. Você pode vê-lo no vídeo abaixo:

Comentários

CONTINUAR LENDO