Um caso recentemente descoberto tem deixado não só internautas do mundo inteiro de cabelo em pé, como também os profissionais da medicina: o caso dos meninos solares.

o-estranho-caso-dos-meninos-solares-1

Essa condição de saúde bizarra assola a vida de dois irmãos paquistaneses que conseguem levar uma vida totalmente comum durante o dia, porém durante a noite simplesmente ficam em um estado vegetativo profundo. O caso destes meninos, chamados Shoaib e Abdul e com as idades respectivas de 9 e 13 anos, foi considerado como extremamente raro pelos médicos, já que os irmãos não conseguem abrir os olhos, comer, falar ou fazer qualquer atividade básica depois que o Sol se põe.

o-estranho-caso-dos-meninos-solares-3

Eles foram chamados de “meninos solares” por conseguirem durante o dia desempenhar atividades comuns, inclusive brincar normalmente entre as crianças, porém ao anoitecer os meninos imediatamente entram em um estado vegetativo. Isso fez cerca de 13 institutos internacionais iniciarem a busca pela ajuda, a fim de poder explicar a condição física dos meninos.  Entre esses institutos, a Clínica Mayo e o Instituto Hopkins, nos Estados Unidos, também buscaram compreender, mas até agora ninguém conseguiu encontrar uma razão lógica para o problema.

o-estranho-caso-dos-meninos-solares-2

Vários médicos associaram o fato de que sem a luz solar os garotos possam perder o controle sobre a extremidade de seus corpos, porém exames minuciosos estão sendo realizados a fim de determinar a real causa do evento. O professor de medicina do Instituto Paquistanês de Ciências Médicas, Javed Akram, citou que o caso é um verdadeiro desafio para a ciência moderna, uma vez que diversos testes já foram feitos para tentar determinar o motivo do estado vegetativo que ambos os irmãos passam. O Estado paquistanês está financiando as pesquisas que podem abrir um leque de possibilidades para o entendimento do que de fato ocorre com os garotos.

Veja nesse vídeo abaixo uma reportagem na íntegra feita pela EFE Brasil:

Comentários

CONTINUAR LENDO