Se você acreditava que histórias cabulosas eram dignas apenas de filmes de piratas, como por exemplo “Piratas do Caribe” da Disney, aí vem o engano: essas embarcações aterrorizantes existiram de verdade e deixaram um legado de muito mistério e incredulidade. Confira:

9 – Mary Celeste

navios-fantasmas-1b

Diz a história que  em um dia 13 (que é considerado o dia da má sorte) de dezembro de 1872, um navio teria entrado na Baía de Gibraltar, depois de sair de Nova York em novembro do mesmo ano.

Sua missão era apenas era entregar 1.701 barris de álcool em Genoa, de forma que a tripulação era bem pequena: apenas 8 pessoas e o capitão Briggs. O mistério começa quando o capitão Morehouse teria avistado a embarcação e tentado contato ao parecer que ela avançava na direção ao seu navio. Morehouse conhecia Briggs por ser um bom  marinheiro e então resolveu abordar o navio, que estava completamente vazio, apenas com o diário do capitão que escreveu que a embarcação tinha passado pelos Açores.

A má sorte se deu durante 13 anos, quando o Mary Celeste passou por 17 diferentes proprietários e todos eles morreram de maneira misteriosa.

8 – Ourang Medan

navios-fantasmas-2

Várias mensagens frenéticas foram transmitidas em código morse em junho de 1947, vindas do cargueiro holandês chamado Ourang Medan. A mensagem assustadora dizia que todos na embarcação estavam mortos, inclusive o capitão.

Perplexos, os receptores receberam uma estranha voz no rádio dizendo “eu morro”. Através desta onda que pode ser rastreada, encontraram o navio e pasmem: tudo estava congelado e as expressões de extremo terror, inclusive o próprio homem na máquina de mensagens.

Não se sabe qual era o tipo de carga transportada pelo navio, apesar de acreditar-se que teria sido as bolhas de metano e gases venenosos que podem ter subido do mar a principal causa da morte da tripulação.

7 – Lady Lovibond

navios-fantasmas-3

Conta a lenda que um casal de recém-casados comemorava seu casamento em 13 de fevereiro de 1748, a bordo do Lady Lovibond. Nesta noite, o capitão John Rivers, se apaixonou por Annette, a mulher e matou Reed, seu marido.

Em seguida o capitão maluco provocou o naufrágio do Lovibond no Goodwin Sands, um canal inglês célebre por naufragar embarcações. O mais assustador é que registros históricos datados de 13 de fevereiro de 1848 e 13 de fevereiro de 1948 declararam avistamentos da embarcação à deriva. Será que ela volta a aparecer em 2048?

6 – Eliza Battle

navios-fantasmas-4

Este navio de luxo era propriedade da realeza da época, sendo frequentado por presidentes e grandes investidores em 1852.

Após 6 anos, um misterioso incêndio se alastrou por toda a estrutura da embarcação, matando muitas pessoas e afundando o navio. O assustador é que quando as marés sobem, as pessoas afirmam que “o Battle volta a navegar” e muitos pescadores afirmam tê-lo visto com música tocando e fogos de artifício.

5 – Carroll A. Deering

navios-fantasmas-5

Construída em 1911 essa escuna fez sua última viagem partindo do Rio de Janeiro, em dezembro de 1920. Sua tripulação consistia de 10 escandinavos comandados pelo capitão William Merrit e seu filho Sewall, que adoeceram, sendo substituídos por WB Dormell e McLennan.

Diz-se que McLennan teria ficado bêbado e começado a falar mal do outro capitão para os marinheiros. A briga se acirrava, quando o navio perdeu a rota, voltando a ser visto em janeiro de 1921, 10 anos depois de sua partida do Rio. Neste avistamento, um homem ruivo informou que a embarcação havia perdido sua âncora, porém os problemas no rádio impediram o pedido de ajuda.

Três dias depois, o Deering foi avistado em Diamond Shoals, no Cabo Hatteras. Porém foi encontrado mais tarde (sem a tripulação) e a comida do dia seguinte preparada depois que cruzou o Triângulo das Bermudas.

4 – MV Joyita

navios-fantasmas-10

Este iate de luxo data de 1931 e foi construído para Roland West, diretor de filmes de Los Angeles. Durante a Segunda Guerra Mundial ele serviu como um barco de patrulha emprestado para a costa do Havaí, quando teve um problema e mesmo assim saiu com apenas um motor funcionando e um problema na embreagem.

Havia 25 pessoas a bordo, incluindo um funcionário do governo, duas crianças e um cirurgião, que iria realizar uma amputação, porém o navio foi encontrado um mês depois a deriva em mais de mil km e aí vem o mistério: ele estava completamente vazio, apesar dos rádios estarem na frequência internacional de socorro, haver manchas de sangue no chão, e os relógios parados às 10:25.

3 – Baychimo

navios-fantasmas-7

Este navio foi um presente da Alemanha para a Inglaterra após a Segunda Guerra Mundial, de forma que sua finalidade era servir rotas de comércio passando pelo noroeste canadense. Sua lenda começa em 1931, quando passavam por um trecho tão frio que tudo acabou congelando, até que os tripulantes resolveram abandonar o navio para sobreviverem.

 Os tripulantes conseguiram chegar a uma floresta próxima de onde o navio teria ficado preso, porém uma forte nevasca atingiu a região. A sorte foi que um caçador os encontrou e também avistou o Baychimo, de modo que eles conseguiram então voltar ao navio, porém desistiram da rota, retirando somente as peles e deixando a embarcação à deriva até os dias de hoje.

2 – O Navio Octavius

navios-fantasmas-8

Este navio foi descoberto na Groelândia, em 1775 e tem uma história aterrorizante: diz-se que um grupo de pessoas teria entrado na cabine e ficado espantado ao verem que toda a tripulação estava morta, preservada no gelo.

Na cabine o comandante morto estava como se tivesse escrevendo algo em seu diário e ao seu lado havia uma mulher morta e uma criança coberta com uma manta e um homem segurando um barril de pólvora.

Um membro do grupo conseguiu pegar o diário e sair correndo dali, sendo possível ler apenas a primeira página do conteúdo escrito pelo capitão, que se referia à anotação de 1762 – 13 anos antes da data em que havia sido descoberto – que dizia sobre a rota, que iria tomar como atalho. O capitão escrevera que teria ficado preso no gelo, porém todos acabaram morrendo ali. Algo fez o navio se libertar, de modo que o barco ficou à deriva até ser encontrado.

1 – O Holandês Voador

navios-fantasmas-9

Tópico para muitas histórias, como em “Bob Esponja” e “Piratas do  Caribe”, a lenda gira em torno de Hendrick Van Der Decken, um capitão e fazia uma viagem no Cabo da Boa Esperança, com destino a Amsterdã.

Ao enfrentar uma tempestade severa e recusar-se a desviar o curso do navio, mesmo não se importando com os pedidos da tripulação, um motim foi iniciado. Porém, conhece-se a fama de que o capitão do holandês era um homem obsceno que bebia cerveja e ouvia músicas de baixo calão. Diz-se que o holandês matou o líder do motim nesta noite e algo lendário teria acontecido: o céu se abriu em nuvens e uma voz divina condenou o navio a vagar eternamente com uma tripulação de cadáveres, no mesmo tempo em que a própria pistola haveria explodido da mão do capitão.

O mais assustador de tudo são relatos de avistamento do Holandês Voador, inclusive por marujos experientes e figuras de grande peso, como o Príncipe George, de Gales, e seu irmão. Também em 1941, conta-se que uma multidão inteira teria avistado o navio amaldiçoado em uma praia, que magicamente desapareceu.

Assustador!

Comentários

CONTINUAR LENDO