Um episódio de horror aconteceu com a mãe de Nazim Miyan, um jovem indiano de 20 anos, de Uttar Pradesh – ele foi encontrado por ela ao lado do cadáver de um menino de sete anos, em uma casa abandonada.

A mãe havia descoberto que o filho estava se alimentando de uma criança, cujo nome era Mohammad Monis, de apenas sete anos de idade, sendo que a criança teve o pescoço, os braços e as pernas cortados por Miyan.

Na cena do crime retratada por um policial, havia o corpo da criança no chão e a cabeça decapitada ao lado. O policial revelou que a pele do abdômen e algumas partes internas estavam faltando, e manchas de sangue estavam espalhadas por todo o lugar, enquanto Miyan se alimentava do pobre indivíduo.

O canibal, que estava sentado ao lado do cadáver, se entregou rapidamente a polícia, sem nenhuma resistência. Momentos antes ele havia sido espancado pelos moradores da região e com ele havia uma pá e uma faca, encontradas pela polícia, que estariam associadas com o ato criminoso e, provavelmente, seriam usadas para enterrar o resto do corpo.

A polícia questionou o canibal sobre o ocorrido e o próprio apresentou muitas incoerências. Estima-se que ele tenha atraído Mohammad enquanto este brincava com outras crianças na região.

Várias pessoas se reuniram do lado de fora da delegacia, para que Miyan fosse morto. Todos conhecem o jovem por um usuário de drogas, sequestrador e assassino.

Ele atualmente está preso sob custódia, porém a polícia busca maiores evidências de crimes cometidos para apresentar à acusação final ao tribunal, de acordo com o depoimento do policial Devranjan Verma ao Hindustan Times.

Fonte: Daily Mail.

Comentários

CONTINUAR LENDO