Você já deve ter reparado que existem várias notícias sobre mutações bizarras, e grande parte delas tem sua origem na Índia.

Isso tem intrigado o público em diversas partes do mundo, pois o país já tem tantos problemas sociais e econômicos e ainda tem de enfrentar essas doenças sendo apresentadas em grande parte dos indivíduos. Mas por que tudo acontece especificamente na Índia? Nós explicamos:

A Índia lidera no ranking de anomalias congênitas, que são alterações estruturais, funcionais e metabólicas presentes em uma pessoa desde o nascimento. Elas são responsáveis por uma importante fração dos casos relacionados à mortalidade infantil, muito frequente em países em desenvolvimento.

Conforme dados de um estudo publicado na Indian Journal of Human Genetics, 75% dessas anomalias poderiam ser evitadas por meio da administração de efetivos serviços genéticos públicos, definitivamente de baixo custo. Fora que na Índia as pessoas vivem em meio a uma série de fatores de risco para o aparecimento de defeitos congênitos, dos quais se incluem a universalidade do casamento, sendo muitos feitos em membros da própria família, alta fertilidade, grande número de gravidezes não planejadas com falta de cuidados pré-natais, subnutrição, entre muitos outros.

A Índia é o segundo país mais populoso do mundo, que sofre anualmente com defeitos congênitos. Segundo informações do Relatório Global de Defeitos de Nascimentos feito pela Mach of Dimes (MOD), 7,9 milhões de nascimentos com defeitos congênitos ocorrem todos os anos, sendo que 94% desses nascimentos ocorrem entre as pessoas de baixa renda.

Essa situação é alarmante ao país e conforme a Organização Mundial da Saúde (OMS), os defeitos de nascimento representam 7% da mortalidade neonatal no mundo.

Além das mutações físicas, como vemos nas imagens presentes, os defeitos de nascimento incluem deficiências cardíacas, síndrome de Down, hemoglobinopatias, deficiência em glucose-6-fosfato e no tubo neural, entre diversas outras consequências, das quais estima-se que 70% sejam evitáveis.

Pela carência de tratamentos, as pessoas acabam sofrendo esses problemas e levando vidas ainda mais difíceis.

Para controlar a situação,  um conjunto de estratégias para controlar o desenvolvimento desses defeitos congênitos está sendo elaborado. Um exemplo eficiente se dá na fortificação de alimentos com multi vitaminas, iodização, suplementação de ácido fólico, fora os cuidados pré-natais que são totalmente necessários para assegurar a saúde de uma criança e seu desenvolvimento.

Fonte: NBCI.

Comentários

CONTINUAR LENDO