A primeira chuva de meteoros do ano resultante do cometa Halley já está acontecendo!

E ela é conhecida cientificamente como Eta Aquáridas, por que é gerada pelo Cometa Halley, 1P/Halley, que foi descoberto pelo astrônomo e matemático Edmond Halley em 1696.
A mesma poderá ser vista em todo o território brasileiro a partir desta sexta-feira (5). De acordo com informações passadas pela Exoss Citizen Science, conhecida como Eta Aquáridas (ETA, chuveiro IAU (sigla de Internacional Astronomic Unioniau) número 31), a chuva de meteoros acontece de 19 de abril a 28 de maio de cada ano e seu radiante está localizado na constelação de Aquário, próximo da estrela mais brilhante da constelação, a Eta Aquarii. Mas o pico acontecerá entre os dias 5 e 8 de maio.

A chuva de meteoros Eta Aquáridas é a primeira chuva de meteoros do ano resultante do cometa Halley, sendo que a segunda chuva desse cometa acontece em outubro – a famosa Orionidas.

Os dias com maior incidência

Meteoro da chuva Eta Aquaridas de 2013, sobre o Mount Bromo, vulcão ativo na Indonesia. Créditos: Justin Ng

A chuva de  meteoros Eta Aquarid terá o seu ponto máximo na madrugada dos dias 5, 6 e 7 de maio de 2017. A queda dos meteoros poderá ser vista a partir de ambos os hemisférios, mas o hemisfério sul é o mais favorecido, recebendo uma taxa em dobro de queda de meteoros em relação ao hemisfério norte.

O melhor horário para ver a chuva de meteoros Eta Aquáridas

Chuva de meteoros Eta Aquaridas, registrada em 2013, na Flórida, EUA. Créditos: Jeff Berkes / divulgação

Levando em conta a presença da luz do luar (Lua crescente), os meteorologistas espaciais estimam um máximo de 20 a 40 ou + meteoros visíveis por hora. O melhor momento para olhar, não importa onde você morar, é durante as horas um pouco antes do nascer do sol local (na madrugada) depois das 3 da manhã.

O responsável pela chuva Eta Aquáridas

Durante sua passagem pelo Sistema Solar interior, o cometa Halley deixou uma esteira de fragmentos para trás. A poeira desse rastro entra na atmosfera da Terra a cerca de 240.000 km por hora, gerando os belíssimos meteoros (popularmente conhecidos como “estrelas cadentes”. Os fragmentos geralmente têm tamanho menor do que uma semente de maçã, e criam uma esteira de gás ionizado que brilha por alguns instantes.

Curiosidades:
  • Os meteoros Eta Aquarid atingem a atmosfera da Terra, viajando à velocidade de cerca de 66 km / s.
  • Meteoros eta Aquarid típicos são tão brilhantes como uma estrela de magnitude 3.

Comentários

CONTINUAR LENDO