O supervulcão Campos Phlegraean, conhecido na Itália natal como Campi Flegrei, está potencialmente na beira de uma erupção. Isso por que um novo estudo concluiu que o prolongado período de inquietação do vulcão, mostra que ele está mais perto de uma erupção do que pesquisas anteriores sugeriram.

A equipe da University College London (UCL) e do Observatório do Vesúvio destacaram, que a caldeira de 13 quilômetros de largura, parece estar passando por períodos de inflação e deflação, o que coloca um monte de estresse sobre a crosta que mantém o magma preso no subsolo.

A baía de Nápoles NASA/JPL

Inicialmente, pensou-se que a energia usada para esticar a crosta dessa forma era perdida durante cada período de deflação, mas, de acordo com os modelos mostrados no computador da equipe, isso não é verdade. Ele só está se acumulando ao longo do tempo, sem realmente se dissipar.

“Estudando como o chão está rachando e movendo-se em Campi Flegrei, nós pensamos que está se aproximando uma fase crítica, onde esta agitação adicional só aumentará a possibilidade de uma erupção,” disso o autor principal do estudo Christopher Kilburn, diretor do centro do perigo de UCL, em um declaração por e-mail.

Uma erupção no Monte Etna da Sicília. Qualquer evento em Campi Flegrei seria pior. Wead / Shutterstock

“É imperativo que as autoridades estejam preparadas para isso”.

Embora uma linha de tempo específica de erupção ainda não seja possível verificar, a equipe nota que Campi Flegrei está certamente tendendo para uma erupção, ao invés de permanecer apenas adormecido.

Dois artigos recentes também apontaram que Campi Flegrei está exibindo agitação. Um artigo noticia que a Terra aumentou 0,38 metros desde 2005, enquanto outro artigo suspeita um limiar crítico já foi alcançado.

É difícil dizer por que o terreno está subindo, e há várias explicações que podem ser atribuídas a ele. A expansão do gás, o movimento dos fluidos e a produção do magma são todos possíveis, e todos são igualmente prováveis. Mas sem sombra de dúvidas a terceira opção é de longe a mais preocupante.

A baía de Nápoles, com o Vesúvio. Campi Flegrei abrange toda esta área, e muito mais. SF / Shutterstock

O nível de deformação no solo presentemente, é indubitavelmente preocupante. Contido, isso já foi especulado no passado, mas sem conseqüências nenhuma. Entre 1982 e 1984, o solo subiu 1,8 metros, uma taxa cerca de 24 vezes a que está sendo observada atualmente e, no entanto, nada desastroso veio a acontecer.

Mas a WiRED, por diferentes meios, chegou à conclusão de que esta caldeira em particular, seja atualmente o vulcão mais perigoso do mundo. Algo que poucos vulcanólogos não concordariam em dizer.

O mais assustador é que pelo menos 1 milhão de pessoas vivam dentro de sua cratera e até 6 milhões vivam dentro da “zona de explosão”. Definitivamente há uma câmara de magma ativa sob a superfície, como uma bomba prestes a explodir a qualquer momento.

E você continuaria morando nesta cidade, ou iria correndo fazer suas malas e dá o fora de lá?

Comentários

CONTINUAR LENDO