Você consegue se lembrar dos primeiros anos da sua vida? É bem comum que não tenhamos memória dos ocorridos de antes dos 3 anos de idade e os cientistas ainda não descobriram a razão deste fato. Porém, de acordo com novos estudos, é possível que essas recordações aparentemente esquecidas possam ser relembradas.

Os investigadores da área creem que o motivo de perdemos nossas memórias de infância é devido ao desenvolvimento do cérebro, que ainda está em estado inicial. Porém, como é possível explicar que a nossa máquina geradora de pensamentos é tão poderosa ao ponto de aprendermos a nos mover e comunicar com outros, mas não temos a capacidade simples de preservar quase nenhuma lembrança dessa idade?

Um pesquisador chamado Alessio Travaglia acredita que as memórias realmente estão em nosso cérebro, mas não sabemos exatamente como reanimá-las. De acordo com ele, um estímulo específico poderia tornar estas recordações uma realidade. Buscando comprovar isso, Alessio testou sua teoria através de experimentos com ratos, visto que é reconhecido que estes animais sofrem também de amnésia infantil.

Na realidade dos camundongos, 17 dias de vida equivalem de 2 a 3 anos humanos. Após esse período, os animais não se lembram de acontecimentos comuns. Em relação ao choque, por exemplo: ratos mais velhos conhecem o local onde suas casinhas experimentais que dão descargas elétricas estão situadas, porém o mesmo não acontece com os ratinhos mais novos.

Segundo Alessio Travaglia, é possível reativar as lembranças de quando éramos pequenos se utilizarmos o estímulo apropriado.

Travaglia diz que se os ratinhos, quando pequenos, recebecessem um novo choque, eles iriam aprender quais áreas de suas casas são perigosas – uma proposta de que isso poderia reativar a primeira informação, que teria sido esquecida pelos mesmos. Contudo, não são todos que acham que esta teoria seja plausível.

A questão é que a primeira lembrança acaba não sendo reanimada, porém sim uma nova memória começa a ser desenvolvida mediante o estímulo negativo de um choque. Ainda mais que não é possível assegurar que os camundongos de fato sofram de amnésia infantil como os seres humanos.

Deste modo, como seria possível traduzir esta teoria para nossa realidade e quais espécies de estímulos duplos seriam fundamentais para nos lembrarmos do início da nossa vida neste planeta?

Todas essas são questões que necessitam de respostas e estão sendo estudadas pela ciência. Mas concordamos que a proposta de relembrarmos na infância é bem interessante, não é mesmo?

[MMN]

Comentários

CONTINUAR LENDO