Por trás de toda foto existe certamente uma história, no entanto, as histórias dessas não são tão agradáveis assim. Confira 13 fotos assustadoras com as histórias mais perturbadoras do mundo:

1. O Sr. e Sra. Ray Chalifoux

Em 1948, o Sr. e a Sra. Ray Chalifoux estavam sem dinheiro e à beira do despejo. A mãe vendeu seus cinco filhos (incluindo o recém-nascido que ela estava carregando na época) para diferentes casas dentro de dois anos da fotografia. Apenas alguns anos atrás, as crianças se encontraram e compartilharam suas histórias tristes.

2. A Grande Fome

A fome russa de 1921-22 deixou milhões sem comida. Pelo menos cinco milhões de russos morreram de fome e de doenças. À medida que o problema se agravava, os relatos de canibalismo, assassinato e comércio de carne humana no mercado negro começaram. Historiadores verificaram algumas histórias e uma mulher se recusou a deixar o cadáver de seu marido ir porque ela estava comendo a carne. Pais e irmãos comiam crianças mortas. Esta imagem inclui canibais suspeitos daquele tempo.

3. Maria Elena Milagro de Hoyos

Este é o antes (à esquerda) e o depois (à direita) de um caso estranho e brutal da linda Maria Elena Milagro de Hoyos. Maria era uma jovem doente, cujo médico se apaixonara por ela. Carl Tanzler foi um radiologista alemão que trabalhou no US Marine Hospital em Key West, Flórida. Ele desenvolveu uma obsessão por sua paciente. Em 1933, dois anos após sua morte, ele removeu seu corpo de sua sepultura. Ele viveu com seu cadáver por sete anos. O foto “depois” é o cadáver de Maria usando uma máscara de morte feita de cera.

4. O assassino da escola sueca

Em 2015, um homem de 21 anos atacou membros de uma escola na Suécia. Ele apunhalou dois professores e dois alunos. Antes de continuar seu ataque de espada, ele parou para posar para fotos com os alunos. A menina que tirou a foto disse ao jornal sueco Aftonbladet que eles acreditavam que era uma brincadeira de Halloween.

5. Omayra Sánchez

Em 13 de novembro de 1985, 23.000 pessoas morreram devido a uma erupção vulcânica em Columbia. O vulcão Nevado del Ruiz causou um deslizamento de lama e detritos que varreu uma cidade inteira. A garota de 13 anos na foto foi fotografada poucas horas antes de sua morte. Depois de três dias de estar presa sob os destroços de sua própria casa, a foto jornalista Frank Fournier a fotografou. Em sua última noite viva, e depois de aguentar por 60 horas, ela começou a alucinar. Seu rosto inchou, seus olhos ficaram vermelhos e suas mãos ficaram brancas.

6. O Sr. E Sra. Thomas

Em 1947, este casal levou seus dois filhos para a Hansen Dam para um piquenique de domingo. Seus filhos Raymond, de 9 anos, e Patricia, de 6 anos, se afastaram e desapareceram. Eles procuraram por horas e não haviam encontraram nada. Na manhã seguinte, o chefe salva-vidas F.M. Cox encontrou o corpo de Patricia no reservatório e o trouxe para terra. Horas depois, o corpo sem vida de Raymond foi descoberto. Paul Calvert, fotógrafo do LA Times, fotografou a Sra. Thomas deixando a filha afogada de seis anos.

7. Nsala e Boali

Um pai congolês fica sentado olhando a mão e os pés cortados de sua filha de cinco anos em 1904. Ela foi morta e supostamente comida pelos membros da milícia anglo-belga da India Rubber Company. O fotógrafo Alice Steeley Harris fotografou Nsala enquanto sentou-se no sofrimento. Sua filha, Boali, foi morta junto com sua esposa por causa do seu fracasso em cumprir a cota de coleta de borracha.

8. O Einsatzgruppen

Os Einsatzgruppen eram esquadrões de morte paramilitares da Schutzstaffel (SS) na Alemanha nazista, que eram responsáveis ​​por assassinatos em massa. O principal caçador nazista do Centro de Weiesenthal, Efraim Zuroff, revelou os nomes de 76 homens e quatro mulheres que faziam parte dos Einsatzgruppen. O museu do Memorial do Holocausto dos EUA relata que este grupo matou mais de um milhão de judeus soviéticos e dezenas de milhares de outros na primavera de 1943. Esta foto mostra um soldado do Einsatzgruppe D pronto para atirar em um judeu. Ele está ajoelhado em uma cova em Vinnitsa, União Soviética em 1942.

9. Judith Dull

Judith Dull foi uma aspirante a modelo que foi morta por “The Glamour Girl Killer” Harvey Glatman. Glatman mudou-se para Los Angeles e se passou como um fotógrafo profissional, a fim de atrair as meninas para seu quarto de hotel. Ele então as amarrava, fotografava e eventualmente as matava.

10. O massacre de Jonestown

Em 18 de novembro de 1978, o líder do Temple People, Jim Jones, convenceu todos os membros do complexo de Jonestown, na Guiana, a cometerem suicídio. O “suicídio revolucionário” foi feito bebendo veneno. 918 pessoas morreram naquele dia.

11. Regina Walters

Esta imagem de Regina Kay foi tirada por seu assassino, Robert Ben Rhoades. Ele era um motorista de caminhão que pegava caronas, prostitutas e fugitivos para torturar, estuprar e às vezes matá-los. Assim como o caso de Regina, Rhoades cortava o cabelo de suas vítimas ou raspava e depois as fotografava. O corpo de Regina foi encontrado em um celeiro em Illinois. Em 1992 Rhoades admitiu seu assassinato e foi condenado à prisão perpétua.

12. Evelyn McHale

O estudante de fotografia Robert Wiles correu para a cena deste suicídio para fotografar Evelyn McHale. Não se sabe muito sobre sua vida pessoal. Pouco antes de a mulher de 23 anos ter deixado este mundo, ela escreveu uma carta, mas riscou esta parte: “Meu noivo me pediu para casar com ele em junho. Eu não acho que eu faria uma boa esposa para ninguém. Muito melhor sem mim. “

13. Masha


Esta história começa em 2005, no Dia de Ano Novo. Em uma noite fria e nebulosa, uma garota chamada Masha saiu com um grupo de amigos. Os amigos vagavam pelas catacumbas de Odessa. Eventualmente seus amigos saíram das catacumbas, deixando-a para trás e nunca mais viram Masha na vida.

 Quatro meses depois, um corpo foi encontrado nas catacumbas. Kostya Pugovkin tirou o corpo, dois anos depois. Um teste de DNA foi encomendado, mas não combinou com o de Masha. Ninguém sabe o que aconteceu com ela e ninguém pode confirmar quem é o corpo na imagem.

[Guff]

 

Comentários

CONTINUAR LENDO